quarta-feira, 2 de setembro de 2015

The end

Tento expressar por palavras minha angústia, mas não consigo acha las.  Simplesmente vem o silêncio. Esse subto silêncio mortal que entorta o paladar, faz perder o juízo, faz crescer uma dor. Uma  dor que estava escondida. E realmente não importa. Quando a dor vem não importa,  não importa o que superou, as experiências e expectativas,  porque tudo se desmancha como um dente de leão ao vento. E toda aquela esperança, tudo o que havia depositado em você mesmo, tudo... Acaba... E doloridamente você se perde no meio de frustrações que durante toda uma vida fingiu esquecer. Fingiu superar. E você passa a se perguntar se vale a pena todo  o investimento, se compensa ser tão bacana, fiel, amiga, amante... Você se pergunta: quando será a minha vez? Quando a vida vai começar a dar verdadeiros sorrisos ao invés de esboços forçados?

Nenhum comentário:

Postar um comentário